2 Movimento da Mulher Negra Marlene Campos Machado

 

1 Campos Machado

 

Responsável pela ampla representação partidária em diversos segmentos sociais e líder do maior movimento de mulheres do país destacam a defesa pela valorização da mulher afro na sociedade.

 

O presidente estadual e secretário-geral nacional, deputado Campos Machado, e a presidente nacional do PTB Mulher, Marlene Campos Machado, prestigiaram, nesta quarta-feira (23/08/2017), o lançamento do Movimento da Mulher Negra, o MMNB, no auditório Franco Montoro, da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

 

3

O movimento apartidário surgiu com objetivo de influenciar a criação de políticas públicas voltadas para esse segmento que representa parte significativa da população.

 

Para o deputado Campos Machado, que criou mais de 20 departamentos no PTB no Estado, o movimento é de fundamental importância:

 

"Eu criei o primeiro movimento afro num partido político, eu não acredito que haja distinção pela cor, o que distingue as pessoas é o caráter [...] o movimento da mulher negra pode contar comigo, com apoio e com o meu carinho", afirmou o líder do PTB.

4

 

Marlene Campos Machado, líder do maior movimento de mulheres do país, com mais de 550 mil filiadas, foi homenageada por seu trabalho social em ajuda a mais de 10 mil famílias e pela militância em prol da valorização da mulher e acesso aos espaços de poder.

 

"Extremamente orgulhosa honrada de participar do lançamento desse evento que já nasce forte e que fará a diferença na luta pela mulher negra".

 

E ressaltou a importância de ter dentre suas fundadoras e vice-presidente do movimento MMBN, a professora Luci Adão, integrante do PTB Mulher: "essa mulher que também foi candidata na eleição passada, mulher forte, guerreira, determinada, que por tantas dificuldades já passou e hoje está aqui como fundadora desse grande movimento".

 

A deputada Luci Brandrão também foi homenageada.

 

5

 

POSICIONAMENTOS

 

"Precisamos de políticas públicas para enfrentar essa desigualdade e enquanto elas não vem temos que criá-las. Necessitamos ocupar o nosso lugar somos capazes" - Diva Zitto, Presidente do MMNB.

 

"O MMNB vem para somar com os outros movimentos que hoje estão aqui, nós estamos com os mesmos objetivos não temos vaidade nenhuma, sem orgulho e com muita humildade e nós temos que nos unir" - Luci Adão, vice-presidente do MMNB.

 

CONFIRA MAIS FOTOS NO FACEBOOK MARLENE CAMPOS MACHADO

 

6

 

https://www.facebook.com/pg/marlenecamposmachado/photos/?ref=page_internal1

 

Facebook

Instagram